Como fazer o seu site aparecer no Google?

, ,

Visibilidade do Site nos Resultados de Pesquisa

 

Fazer o seu site aparecer nos primeiros lugares de pesquisa no Google é sem dúvida alguma uma grande vantagem, pois isso corresponde a 90% dos cliques.

 

Para pudermos tirar partido da real vantagem desta posição, é necessário verificar se estamos a aparecer nas primeiras posições para as palavras-chave que são realmente mais relevantes para a nossa área de negócio ou de interesse do nosso website e do público-alvo. Assim como as redes sociais, esta é uma das principais formas de aumentar o público do seu site, por isso é tão importante fazer com que ele apareça no Google.

 

90% dos cliques são obtidos nas primeiras posições da 1ª página de resultados.

 

O Google é o motor de pesquisa mais utilizado atualmente, seja somente para pesquisar informações ou para encontrar algo que queiram comprar. Ter o seu site nas primeiras posições dos seus resultados pode gerar um grande número de visitas ao site. Isso torna extremamente importante uma empresa aparecer no Google, mas muitas não aparecem!

 

Publiquei o meu site na internet, mas quando o procuro no Google não o encontro. Quais poderão ser os motivos?

 

– Há quanto tempo foi publicado o site?

O Google pode demorar alguns dias para encontrar o seu site e indexar no motor de pesquisa. Antes de começar a desesperar aguarde no mínimo 4 ou 5 dias para fazer um novo teste: www.site-empresa.pt na caixa de pesquisa.

 

– A pesquisa que está a fazer é pelo nome do seu domínio ou por palavras-chave?

Uns dias após a publicação, utilizar o nome do seu domínio na pesquisa devia encontrar o site no resultado de pesquisa. Essa é a teoria.

 

Contudo, se o seu domínio for composto principalmente por palavras-chave genéricas irá estar a competir com outras empresas que já possuem sites com conteúdos melhor indexados que o seu.

 

Deste modo, competir com as primeiras posições vai ser uma tarefa bem mais complicada, pois o ranking do Google assenta fundamentalmente essencialmente em: importância, relevância e Page Rank do site.

 

Simplificando…

 

  • O site tem que receber links de recomendação de outros sites, relevantes na sua área de negócio.

 

  • O site tem que ter um conteúdo excelente para atrair visitantes e fazê-los interagir com a sua marca.

 

  • O site tem que receber muitas visitas, por utilizadores diferentes, que permaneçam o máximo de tempo possível no seu site, lendo diversas páginas e gerando conversões (comprando, comentando, pedindo orçamentos, enviando e-mails).

 

10 Motivos para o seu site não aparecer no Google

 

1. Não existe um sitemap.xml

Todos os sites devem ter um sitemap.xml, que é um ficheiro que contém a estrutura da informação contida no site, para desta forma o Google conseguir indexá-lo.

 

Se ainda não criou ou enviou um sitemap.xml, esta pode ser a causa do problema.

 

2. O sitemap.xml ainda não foi processado

Se porventura tiver enviado esse ficheiro recentemente, pode ser que ainda não tenha sido processado pelo Google. É normal levar algum tempo para que o seu site seja indexado pelo Google.

 

Se após alguns dias o seu site ainda não estiver a aparecer nos resultados de pesquisa, verifique se o seu sitemap.xml foi enviado e se está a funcionar corretamente.

 

3. O site não está a indexar corretamente num domínio www

Tecnicamente, www é um subdomínio, portanto http://exemplo.com não é a mesma coisa que http://www.exemplo.com. Certifique-se de que o site está registado das duas formas na sua conta do Google Webmaster Tools para que ambos sejam indexados.

Defina qual dos domínios é o principal, mas verifique a propriedade de todos.

 

4. Conteúdo duplicado

Conteúdo duplicado é algo que o Google penaliza no ranking de sites. Muito conteúdo duplicado pode confundir os motores de pesquisa, fazendo com que eles deixem de indexar o seu site.

 

Se tiver várias páginas com conteúdo repetido, é necessário corrigir isto. O recomendável é evitar sempre ter conteúdo duplicado, mas se não tiver outra opção, saiba que existem inúmeras maneiras de indicar o seu URL preferencial ao Google (isso é chamado de “canonicidade”).

 

5. Site bloqueado por .htacess

O arquivo .htacess faz parte da existência do seu site no servidor. Ele permite que o seu conteúdo seja disponibilizado na internet.

Este arquivo escrito em Apache pode fazer com que o rastreamento do Google seja bloqueado, o que impede a indexação.

 

6. O site possui a Meta Tag NOINDEX

Uma outra coisa que indica ao Google que o seu site não deve ser indexado é a meta tag noindex. Geralmente ela aparece da seguinte forma:

<META NAME=”ROBOTS” CONTENT=”NOINDEX, NOFOLLOW”>

Apesar de não parecer, este é um problema bastante comum. Para resolver basta remover esta linha de código.

 

7. Problemas com JavaScript e AJAX

 

O Google faz a indexação de JavaScript e AJAX, mas não são tão fáceis de indexar em comparação com o HTML.

Verifique a configuração das suas páginas em AJAX e a execução do JavaScript para ver se eles não são a causa do Google não estar a indexar o seu site.

 

8. O site demora muito a carregar

Sites que demoram muito a carregar são penalizados pelo Google. Se na hora do rastreamento ele demorar muito a carregar, o motor d pesquisa pode acabar por não indexar o site.

Uma boa ferramenta para verificar a velocidade de carregamento do seu site é o Pingdom Website Speed Test.

 

9. Muitas quedas do servidor

Se os rastreadores não conseguem aceder ao seu site, eles não poderão indexá-lo. Verifique se o alojamento que está a utilizar é estável, caso não seja, a melhor opção é migrar para um novo alojamento.

 

10. Site desindexado

 

Se o problema for este, é um pouco mais complicado. Se o seu site foi removido do Google devido a alguma penalidade, irá receber uma notificação. Nesse caso será necessário entrar em contato com o Google solicitando que eles reconsiderem a sua indexação.

 

Como aparecer na primeira posição no Google?

 

Para melhorar a posição de um website e tentar que este alcance os primeiros resultados é fundamental apostar em SEO – Otimização para Motores de Pesquisa, de forma a tornar o site o mais relevante possível, para as palavras-chave pesquisadas pelos utilizadores interessados na área ou serviço que o nosso site aborda.

 

Para isto, começamos por analisar quais os termos de pesquisa mais relevantes para a sua atividade, e que tipo de pesquisas fazem os seus consumidores quando pretendem saber algo dentro da sua atividade.

 

A partir daí otimizamos o site em torno das mesmas, de forma a que se consiga, para além de melhorar a posição do website nas pesquisas e de aumentar o seu tráfego, angariar visitas muito mais qualificadas e interessadas no que o site e empresa oferecem.

 

Desde o url da página, ao mapa do site, até aos conteúdos que este vai ter, tudo tem de ser pensado levando em conta a otimização para motores de pesquisa.

 

A questão dos conteúdos e produção dos mesmos será talvez a vertente mais importante de SEO. Quantos mais conteúdos de qualidade e relevância o site tiver, mais importante este se torna, tanto para os motores de pesquisa, como para os utilizadores que reconhecerão maior valor ao site e assim acabam por visitá-lo mais vezes.